sábado, 27 de julho de 2013

Desordem é o meu sobrenome. Vivo o irreal, encontro o bem no ilegal, pois, nem sempre, o que não é permitido, idolatra o que é mal. (MF)
Do que adianta conhecer tantos lugares fabulosos, se não conhece o mundo que existe dentro de si mesmo? Faça um passeio por dentro do teu Ser. Estude-se! Conheça-te (mF)
Planejar pra quê? A gente nunca sabe o que vai acontecer no próximo segundo. (mf)
Na vida, não existe perda de tempo, tudo tem um motivo, nada é por acaso, mas faça valer á pena, deixe sua marca, pois a vida passa na velocidade da luz, e, dela, restam apenas lembranças. Intensifique cada momento. (Mf)
"É, se apegar é legal. Chato é quando precisamos despegar e não sabemos como, devido a pressa, mas paciência é a chave. Senta e espera, ou melhor, viva e espere o sol vir novamente iluminar o outro dia. Na frente, sempre existe algo melhor, pode ter certeza." (Mf)
Tem momentos em que somos calados pela vida, momentos estes em que a mesma nos espreme até a ultima gota de lágrima que umedece os nossos olhos. É triste. É triste, mas você continua forte, desabar não é o problema, vai se tornar um problema a partir do momento em que você não tiver coragem para construir novamente e mais resistentemente o que foi destruído. Perceba a sua força e levante-se. Não é todo mundo que suporta e encara de frente a dor de perder alguém que muito se ama. Não é qualquer um que tem sangue para suportar a pressão psicológica causada na fusão entre o ódio e o amor. Não é fácil passar por sua amada e você ter que fingir que não a conhece, quando a vontade é de abraça-la. Porém, você se controla, e essa é a questão, o controle torna você forte. Lembra que uma mentira contada 100 vezes torna-se uma verdade? Muito bem! Não perca o controle, um dia as coisas acontecerão naturalmente sem que você precise se controlar ou forçar, a questão é o costume. Se acostume com a dor, mais tarde, a proporção será menor. Se acostume com o amor, com o sentimento que você carrega, quando você menos esperar, ele já passou. Mas apenas se acostume, não se entregue a esse sentimento, nem a essa dor, porque o sofrimento acontece através da entrega. Perceba-se. Entregue-se. Afinal, a vida e o mundo não são compostos apenas por isso, existem milhares de coisas boas, outras pessoas, outros amigos, outros amores, basta você e cabe a você querer enxerga-los ou não. "Senta e espera, ou melhor, viva e espere o sol vir novamente iluminar o outro dia. Na frente, sempre existe algo melhor, pode ter certeza." (M.F.)
Tantas coisas eu tenho para te dizer entre tantas outras que não precisam ser ditas, e mesmo assim eu continuo procurando palavras para expressa-las, talvez, por eu não saber que palavas não superam a intensidade das coisas, muito menos dos sentimentos. Perante tudo, bastava-me apresentar a minha alma para ti, mas abstratos não se veem, não se tocam. Basta-me sua crença em todas as minhas atitudes para com você. Acredita que, você toca no meu ponto fraco, mesmo não sabendo qual a forma? Pessoas que me calam ganham a minha admiração quando não me deixam rebater algo através dos meus discursos. O que você me faz sentir não permite que, ao menos, uma palavra saia da minha boca. Eu entro em ruas, saio em becos e não encontro explicações, mas te encontro no centro da minha memória construindo cada um dos meus pensamentos. Basta-me a sua percepção. (MF)
Ame, ame mesmo, ame muito, tenha muitos amores, idolatre o amor, canse de amar. Sofra de amor, morra de amor, mas nunca morra por amor, viva para amar. Canse e perceba que, cada amor é diferente. Na passagem de amor para amor, pessoa a pessoa, muda e diminui a intensidade, muda a forma de amar, de enxergar o amor, e, automaticamente, a forma de sofrer, se sofrer, sofre por querer, a cada experiencia, somos premiados com um escudo que chama-se COSTUME, no inicio, sofremos por não saber lidar com a dor, não a conhecemos. Sofrer é se doar para a dor, no final, sofrer é opcional. (M.f)
O que seria dos fortes se não houvessem bairreiras para que eles pudessem ultrapassá-las? Não seriam. Chore, grite, chute e sofra, mas, no final, consiga quebrar todas as paredes que te impedem de sorrir. Eu entendo o peso de cada lágrima chorada por ti, cada dor que te espinha, porém, que essas lágrimas e essa dor não ocultem a essência da vida que existe dentro de ti, porque viver também é chorar, viver também é sofrer, ou melhor, viver é SENTIR. Apenas viva aprendendo a ultrapassar as barreiras e a suportar suas dores, como prêmio, subirá degraus da escada que te leva destino a felicidade. (M.F.)